Cibersegurança explicada através do futebol

É inevitável. A cada quatro anos o mundo pára e o que começa a girar é a bola, para dar início a um dos eventos mais atraentes e empolgantes: a Copa do Mundo de futebol. O solo do Qatar é testemunha de como cada equipe ajusta suas táticas e estratégias com um objetivo claro: levantar a taça 🏆.

Entretanto, em meio a tudo isso, milhares de análises, conversas, discussões e debates estão ocorrendo com um único e definido foco: o futebol. Considerando que 30 de novembro é o Dia Internacional da Segurança Informática, pensamos que era o melhor contexto para aproveitar esta febre do futebol para destacar e enfatizar alguns conceitos relacionados a partida que jogamos todos os dias contra os cibercriminosos.

Então vamos começar desta vez a falar sobre segurança cibernética… mas explicada com o futebol ⚽.

A lei do impedimento

Esta é uma das regras mais importantes no futebol, que mudou claramente a maneira como o jogo é jogado desde sua implementação. Muitos treinadores trabalham horas e horas com seus jogadores para fazer com que seus adversários tenham impedimentos.

Assim como os cibercriminosos, que dia e noite buscam maneiras de aumentar o número de vítimas que caem por seus truques e golpes, a fim de obter informações sensíveis ou receita monetária 💰.

Os usuários devem ser tão rápidos quanto os golpistas para detectá-los imediatamente, treinar diariamente (por exemplo, lendo artigos sobre as últimas ameaças e dicas sobre como ser mais seguro) e evitar cair no temido impedimento.

E embora a tecnologia VAR possa ser um pouco controversa às vezes, felizmente no campo da segurança da informação, a tecnologia é definitivamente uma aliada. Graças às diferentes camadas de proteção disponíveis para usuários e organizações, muitas vezes são as ameaças de cibercriminosos que são deixadas fora de jogo.

Uma boa defesa é o melhor ataque

Este é um lema muito futebolístico que tem sido ouvido por muitos, muitos anos e que várias equipes adotaram quase como identidade: por exemplo, a Itália com sua famosa Catenaccio 🛡.

A verdade é que todo time precisa de uma boa defesa, especialmente aqueles que querem ter seus melhores jogadores jogando com liberdade e criatividade.

Esta fórmula também se aplica à segurança cibernética: para ter a máxima liberdade para aproveitar ao máximo a tecnologia, você precisa de uma boa defesa. Uma solução robusta, de última geração, reconhecida e comprovada pelos principais testes da indústria, é a melhor maneira de fazer frente aos cibercriminosos.

Cartões amarelos e vermelhos

Os cartões podem ser claramente uma mudança no jogo: um cartão amarelo 🟡 é um aviso e um cartão vermelho 🔴 tira você do jogo. Bem, no campo da segurança informática, é muito parecido.

Por exemplo: não ter uma solução antivírus, ter proteção mas sem as devidas atualizações, clicar em qualquer link sem realizar as verificações relevantes no remetente, não usar senhas únicas, longas e fortes, são todas situações que merecem um aviso e podem acabar com uma infecção quase garantida se forem repetidas e acumuladas.

Como é difícil jogar fora

Muitos times de futebol sabem que, quando jogam fora, têm que tomar precauções extras 💪, seja por causa do tamanho do campo do adversário, das condições climáticas ou de quão fervorosos os torcedores podem ser.

Isto não é muito diferente de quando navegamos na Internet ou desejamos fazer compras, e visitamos uma página sobre a qual não temos muitas informações. É necessário saber se o site visitado é confiável e levar em conta certos detalhes, tais como se o site utiliza o protocolo HTTPS (embora às vezes isso não seja garantia de que seja um site legítimo).

Duas cabeçadas na área é gol

Esta é uma crença amplamente difundida no futebol que quase sempre é verdadeira e é a garantia de um gol. Como é a autenticação de dois fatores 🔐.

Caso nossas credenciais de login tenham sido roubadas ou vazadas como resultado de uma quebra de segurança de um dos serviços que usamos, esta funcionalidade acrescenta uma camada extra de segurança e torna mais difícil o acesso de terceiros às nossas contas. Sim, é um verdadeiro golaço.

O futebol sempre dá revanche

Sim, cada jogo é uma nova oportunidade. Isto também é compreendido pelos cibercriminosos, que estão trabalhando com organização e sofisticação crescentes para encontrar novas vulnerabilidades e oportunidades para realizar suas atividades criminosas.

É por isso que é essencial ter as últimas atualizações do sistema em vigor e, acima de tudo, estar ciente dos riscos e custos de não prestar atenção a elas.

Poderíamos continuar com as comparações até que a Copa do Mundo termine 😋, mas estes pontos servirão pelo menos para entender como é importante o jogo que jogamos todos os dias contra cibercriminosos. E acima de tudo, que a segurança cibernética não é um jogo.

Staog e Bliss: os primeiros vírus para Linux

Staog e Bliss entraram para a história como os primeiros vírus projetados para infectar o Linux, sendo lançados dentro de um ano um do outro em meados da década de 1990. Convidamos você a conhecer uma nova história de malware retro.

As 10 ameaças mais espalhadas no mundo em janeiro de 2023

Veja as dez principais ameaças que se espalharam pelo mundo em janeiro de 2023.

Dia da Marmota: que mau hábito de segurança você ainda está repetindo em 2023?

Inspirados no popular filme estrelado por Bill Murray, vamos rever alguns maus hábitos que, se repetidos consistentemente, podem ter consequências muito sérias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Posts recomendados